Cirurgias do Fígado

O FÍGADO

O FÍGADO é dividido anatomicamente em 8 segmentos conforme classificação proposta por Claude Couinaud, cada um deles com irrigação sanguínea e drenagem venosa próprias. Os marcos anatômicos que regem a divisão do fígado nos 8 segmentos são : linha de Cantlie , ramos portais direito e esquerdo , veia hepática direita , ligamento falciforme e veia hepática esquerda, conforme mostram as figuras. O conhecimento da divisão anatômica do fígado é fundamental para os cirurgiões que [...]

O FÍGADO2021-04-05T16:47:25-03:00

Avanços nas cirurgias do fígado e do pâncreas

Até há pouco tempo, a cirurgia do fígado era um grande tabu, relacionada freqüentemente a grandes incisões, sangramentos com necessidades de transfusões sangüíneas, permanência em UTI por vários dias e risco de morte acima das outras cirurgias abdominais. As doenças próprias do fígado cresceram em incidência, principalmente pelo crescimento das hepatites virais, aumento do uso de hormônios e obesidade endêmica, situações presentes em milhões de pessoas que predispõem à ocorrência de doenças crônicas do fígado [...]

Avanços nas cirurgias do fígado e do pâncreas2020-06-18T22:28:05-03:00

Avanços nas Cirurgias HPB e Transplantes: Superando Limites!

Ressecção Ex-Vivo de fígado e pâncreas com auto-transplante de fígado para tratamento de tumor de cabeça de pâncreas, do tipo neuroganglioma com invasão e trombose de veia porta. Relato do primeiro caso no mundo realizado com sucesso em jovem de 31 anos, atualmente com 5 anos de pós-operatório, livre de doença. Matsuoka e cols, Columbia University - NY, USA - Liver Transplantation 21(12):1553-1556.

Avanços nas Cirurgias HPB e Transplantes: Superando Limites!2020-06-18T22:27:02-03:00

Comparação entre Anastomose Esplenorrenal Distal e Implante de TIPS para Cirróticos CHILD-PUGH A com Hemorragia Digestiva Alta (HDA).

Cirróticos com HDA por hipertensão portal (HP) com gradiente portal elevado (> 12mmHg) apesar de terapia farmacológica, têm alto risco de recidiva de HDA (reHDA) e a insistência no tratamento endoscópico eleva seu custo sem melhorar a sobrevida. Alternativas para estes casos são: descompressão portal e/ou transplante de fígado (TF). O TIPS é considerado uma ponte para o transplante enquanto shunts seletivos (AERD) podem ser tratamentos de longo prazo, mas, apesar de resultados promissores em [...]

Comparação entre Anastomose Esplenorrenal Distal e Implante de TIPS para Cirróticos CHILD-PUGH A com Hemorragia Digestiva Alta (HDA).2020-06-18T22:19:34-03:00

Comparação de radiofrequencia (RF) e ressecção (RSC) no tratamento do hepatocarcinoma (HCC) recorrente.

Comparação de radiofrequencia (RF) e ressecção (RSC) no tratamento do hepatocarcinoma (HCC) recorrente. Ainda não existem guidelines que definam o melhor tratamento para o HCC recorrente após ressecção. Os métodos atualmente utilizados são: quimioembolização, ressecção e transplante. Alguns estudam mostram, após análise de explantes de pacientes transplantados que, mesmo após a avaliação radiológica mostrar boa resposta a radiofreqüência, 40% dos nódulos apresentam tecido viável e 30% dos nódulos progrediram. Dois autores, de serviços da França [...]

Comparação de radiofrequencia (RF) e ressecção (RSC) no tratamento do hepatocarcinoma (HCC) recorrente.2020-06-18T22:18:57-03:00

Hepatectomias em Dois Tempos para Tratamento de Metástases Colorretais inicialmente irressecáveis.

(revisão realizada por autores do departamento de cirurgia do Westmead Hospital - Austrália ) O câncer colorretal é o terceiro mais frequente do mundo. 25% dos casos de câncer colorretal apresentam metástases hepáticas sincrônicas até 50% apresentará metástases hepáticas metacrônicas. Entretanto, menos de 25% das metástases colorretais são consideradas ressecáveis. No ano 2000, Adam do grupo francês liderados por Bismuth , publicou série de pacientes submetidos a a hepatectomia em 2 tempos, onde uma primeira ressecção [...]

Hepatectomias em Dois Tempos para Tratamento de Metástases Colorretais inicialmente irressecáveis.2020-06-18T22:18:11-03:00

Margens após Ressecção de Metástases Hepáticas Colorretais por Laparoscopia

O câncer colorretal é um dos mais comuns no corpo humano. Sua disseminação hematogênica leva a ocorrência de metástases hepáticas em 40 a 60% dos casos. A ressecção das metástases hepáticas é o melhor tratamento e pode levar a uma sobrevida em 5 anos acima de 58%. As ressecções laparoscópicas têm sido efetuadas com técnicas novas e utilização de novos equipamentos sendo questionadas algumas vezes em relação às margens cirúrgicas alcançadas por estes métodos. Postriganova [...]

Margens após Ressecção de Metástases Hepáticas Colorretais por Laparoscopia2020-06-18T22:16:43-03:00